Posts tagged ‘arquivologia’

07/02/2017

AN lança Prêmio Nacional de Arquivologia 2017

O Arquivo Nacional lança o Prêmio Nacional de Arquivologia/Maria Odila Fonseca 2017, a fim de apoiar o desenvolvimento da área de Arquivologia no país. Tal iniciativa visa homenagear Maria Odila Fonseca (1953-2007), renomada professora de Arquivologia da UFF e servidora do Arquivo Nacional.

O Prêmio se divide em três categorias: a) Melhor Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação; b) Melhor Dissertação de Mestrado e c) Melhor Tese de Doutorado. As inscrições vão até 02 de maio de 2017.

Saiba mais informações através no site e edital do concurso.

Anúncios
28/04/2016

Graduações em Arquivologia no Brasil

Todos os cursos de graduação em Arquivologia no Brasil são ministrados em universidades públicas federais ou estaduais em grau de bacharelado. O curso marca presença em apenas 11 estados da federação, nas seguintes universidades:

  1. UNB – Universidade de Brasília
  2. UEPB – Universidade Estadual da Paraíba
  3. UFPB – Universidade Federal da Paraíba
  4. UEL – Universidade Estadual de Londrina
  5. UNESP – Universidade Estadual Paulista
  6. UFBA – Universidade Federal da Bahia
  7. UFSM – Universidade Federal de Santa Maria
  8. FURG – Universidade Federal do Rio Grande
  9. UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  10. UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais
  11. UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina
  12. UFAM – Universidade Federal do Amazonas
  13. UFES – Universidade Federal do Espírito Santo
  14. UFPA – Universidade Federal do Pará
  15. UNIRIO – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  16. UFF – Universidade Federal Fluminense

Fonte: http://emec.mec.gov.br/

25/04/2016

Especializações em Arquivo e afins

1. Especialização em Gestão Eletrônica de Documentos
Instituição: UNISUAM
Website: http://hotsite.unisuam.edu.br/pos-unisuam/
Modalidade: Semi-presencial (aulas aos sábados)
Coordenação: Ricardo de Souza Alencar
Data de início da oferta01/03/2006
Estado: RJ

2. Especialização Gestão em Arquivos
Instituição
: Universidade Federal de Santa Maria – UFSM em parceria com a Universidade Aberta do Brasil- UAB
Website
: http://nte.ufsm.br/moodle2_UAB/
Modalidade
: Semi-Presencial (07 encontros ao longo do curso)
Coordenação
: Centro de Ciências Sociais e Humanas da UFSM
Data de início da oferta: 17/03/2008
Estado: RS
Observação: Pós gratuita

3. Especialização em Documentoscopia
Instituição: Academia Nacional de Polícia – ANP
Website: http://www.pf.gov.br/anp/educacional/pos-graduacao/documentoscopia
Modalidade: Presencial
Coordenação: Emerson Silva Barbosa
Data de início da oferta: 01/09/2010
Estado: Todos

4. Especialização em Gestão de Arquivos e Tecnologias Aplicadas
Instituição: Universidade Estadual de Londrina – UEL
Website: www.uel.br/ceca/spg/pages/
Modalidade: Presencial (aulas sextas e sábados)
Coordenação: Rogerio Paulo Muller Fernandes
Data de início da oferta: 06/03/2014
Estado: PR

5. Pós-Graduação em Docência em Gestão de Documentos
Instituição: AVM Faculdade Integrada (Antiga Universidade Candido Mendes)
Websitehttp://wpos.com.br/cursos/
Modalidade: EaD
Coordenação: José Alceu de Oliveira Filho
Data de início da oferta: 03/12/2014

6. Especialização em Gestão de Arquivos e Bibliotecas Escolares
Instituição: Centro Universitário Assunção – UNIFAI
Website: http://www3.unifai.edu.br/cursos/
Modalidade: Presencial
Coordenação: Rogério Xavier Neves
Data de início da oferta: 18/04/2015
Estado: SP

7. Especialização em Administração Estratégica de Arquivos
Instituição: Faculdade de Tecnologia do Nordeste – FATENE
Website: http://www.fatene.edu.br/site/cursos
Modalidade: Presencial
Coordenação: Prof.ª Dra. Maria Verônica Ponciano Gomes
Data de início da oferta: 04/09/2015
Estado: CE

8. Especialização em Gestão de Arquivos e Tecnologia da Informação
Instituição: Faculdade Sul-Americana -FASAM
Website: www.fasam.edu.br/
Modalidade: Semi-presencial (dois encontros no mês aos sábados)
Coordenação: Associação de Arquivologia do Estado de Goiás
Data de início da oferta: 15/04/2016
Estado: GO

9. Especialização em Arquivologia
Instituição: Faculdade de Santa Cruz da Bahia – FSC
Website: Não há página específica sobre o curso no site www.fsc.edu.br/. Acesse o documento disponível na página do MEC.
Modalidade: Presencial
Coordenação: Maria Antonia Brandão De Andrade
Data de início da oferta: 20/09/2014
Estado: BA

10. Especialização em Arquivologia
Instituição: Faculdade Talles de Mileto
Website: Não há página específica sobre o curso no site www.mauriciodenassau.edu.br, nem mesmo site específica da Faculdade, apenas página Facebook. Acesse o documento disponível na página do MEC.
Modalidade: Presencial
Coordenação: Jose Targino Lopes
Data de início da oferta: 05/02/2015
Estado: RN

11. Especialização em Documentação e Gestão de Arquivos Empresariais e Culturais
Instituição: Faculdade Maurício de Nassau de Aracaju
Website: Não há página específica sobre o curso no site www.mauriciodenassau.edu.br/. Acesse o documento disponível na página do MEC.
Modalidade: Presencial
Coordenação: Rosane Guedes Da Silva
Data de início da oferta: 01/01/2014
Estado: SE

Fonte: http://emec.mec.gov.br/ e site das instituições

11/07/2013

Alteração de vagas de Arquivistas nas IFES

De acordo com a Portaria n° 593, de 4 de julho de 2013, o Ministério da Educação (MEC) distribuiu e recebeu códigos de vagas de Arquivista para algumas IFES alterando a disponibilidade e a perspectiva de concursos públicos para Arquivistas nas Instituição Federais de Ensino Superior.

Ministério da Educação distribuiu as seguintes vagas:

Universidade Federal do Ceará – UFC
1 vaga para o cargo de Arquivista
Código SIAPE: 701005
Código de Vaga: 0863644

Universidade Federal do Pará – UFPA
3 vagas para o cargo de Arquivista
Código SIAPE: 701001
Código de Vaga: 0977742; 0977743; 0977744

Universidade Federal do Mato Grosso do Sul – UFMS
1 vaga para o cargo de Arquivista
Código SIAPE: 701005
Código de Vaga: 0977741

O Ministério da Educação recebeu os seguintes códigos de vaga:

Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG
Cedeu 3 Códigos de Vaga de Arquivistas para o MEC
Código SIAPE: 701005
Código de Vaga: 0233152, 0863579 e 0977719

Universidade Federal de Lavras – UFLA
Cedeu 1 Código de Vaga de Arquivista para o MEC
Código SIAPE: 701005
Código de Vaga: 0286827

Fonte: http://arquifes.blogspot.com.br/

Um comentário pessoal que gostaria de fazer sobre a UFMG é que, como foi dito pelo Recursos Humanos a um Arquivista recém formado pela própria universidade ao questionar a não abertura das vagas ociosas de Arquivista no concurso realizado esse mês, “não e do interesse da UFMG a contratação destes profissionais”. Assim, onde já teve 10 vagas hoje só restam 5 preenchidas, as outras foram trocadas por outras e as três que restavam foram agora disponibilizadas ao MEC. Como implantar um sistema de arquivos sem arquivistas?

portaria 93.2012

11/09/2012

Concurso CAESB (DF)

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (CAESB), abriu inscrições em Concurso Público destinado ao preenchimento de 56 vagas. Haverá ainda formação de cadastro de reserva para algumas áreas, inclusive para Arquivologia. O salário inicial para analista é de R$ 5.462,15.

As inscrições serão recebidas exclusivamente pela internet no período entre 06 de setembro de 2012 e 04 de outubro de 2012. A taxa e inscrição para o cargo é de R$ 59,00. Haverá prova objetiva, dscursiva e avaliação de títulos. As primeiras estão previstas de serem aplicadas em 25 de novembro de 2012 no Distrito Federal.

Edital e inscrições consultem o site http://www.concursosfaperp.com.br/

 

 

 

10/07/2012

I Simpósio Nacional de Crítica Genética e Arquivologia

O I Simpósio Nacional de Crítica Genética e Arquivologia será realizado entre os dias 13 a 15 de agosto de 2012, na Universidade Estadual do Piauí – UESPI, em Teresina.

O Simpósio tem por objetivo geral proporcionar em âmbito nacional a discussão e o intercâmbio de experiências entre grupos de pesquisadores, professores e estudantes da área da crítica genética e arquivologia, mais especificamente da área dos estudos da criação literária e patrimônio cultural, visando à melhoria da formação continuada destes sujeitos.

A crítica genética estuda, desde a década de 1960, as influências que atingiram um artista para gerar determinada obra. Conforme Cecília Salles de Almeida, a Crítica Genética nasce da constatação de que uma obra literária é resultado de um trabalho que passa por transformações progressivas.

Saiba mais sobre o evento aqui

10/03/2012

Mestrado em Arquivologia na UNIRIO

A boa notícia para a arquivística brasileira é que a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) obteve aprovação da CAPES para criar o Mestrado Profissional em Gestão de Documentos e Arquivos. O curso será o primeiro mestrado em Arquivologia do Brasil. O edital para a primeira turma, com oferta de 20 vagas, deverá ser lançado até junho de 2012.

Ponto para nossa área e para a UNIRIO, que há anos vem lutando por este mestrado!

18/12/2011

Cresce a demanda por cursos de arquivologia

Carreira oferece variedade e quantidade de empregos e boa remuneração

Profissão em alta, com muitas ofertas de estágios, empregos públicos e privados e garantia de bons salários. É o que confirmam professores e alunos dos cursos de arquivologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e Universidade Federal Fluminense (UFF), as únicas a oferecer o curso no Estado do Rio.

A disputa pelas vagas é acirrada, apesar de serem oferecidas até 40 oportunidades em cada universidade por semestre. Na UFF, por exemplo, onde já se formaram 800 alunos desde 1978, ano de criação do curso, a relação candidato por vaga é de 5,73. Na Unirio, a entrada de alunos acontece pelo Enem e o total de reingressos chega a ser de dez estudantes por ano.

A duração do curso de graduação é de oito a 12 semestres letivos com carga horária total de 2.400 horas, sendo 840 das disciplinas da grade curricular e outras 840 das disciplinas optativas, 360 horas de estágio obrigatório, 180 do trabalho de conclusão do curso (TCC) e outras 180 referentes às atividades complementares.

O arquivista precisa ser um profissional polivalente, com conhecimento, ao mesmo tempo, amplo e específico, para dar conta do tratamento das informações contidas nos registros documentais produzidos pelas inúmeras atividades da sociedade.

É ele quem coordena e controla a produção, o fluxo e a difusão da informação em qualquer tempo e lugar em que estas sejam produzidas na sociedade contemporânea.

O mercado de trabalho também é amplo para arquivistas. O profissional graduado pode trabalhar dentro das próprias universidades, no Senado, na Câmara, tribunais, assembleias, instituições arquivísticas, centros de documentação e informação, centros de pesquisas, cinematecas, museus, bancos de dados e serviços de consultoria, além de diversos órgãos públicos e privados.

A remuneração varia entre R$ 1,6 mil a R$ 15 mil, no caso de arquivistas do Senado. Nos estágios, os estudantes recebem, em média, R$ 1,2 mil por apenas 6 horas de trabalho e, devido à grande demanda de profissionais na área, muitas vezes é contratado ao final da graduação.

A exemplo de que o curso está crescendo, a Universidade Federal do Pará (UFPA) abre em 2012 a primeira turma de arquivologistas.

É possível encontrar a graduação em três universidades  no Rio Grande do Sul, uma nos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Bahia, Amazônia, Brasília, duas na Paraíba e duas no Rio de Janeiro.

Até o ano de 1991, a graduação só era oferecida em três faculdades. Atualmente o curso já está presente em 16 universidades em todo o País, a maior parte delas instituições públicas federais.

Possibilidade de especialização em diferentes áreas

A professora e coordenadora do programa de pós-graduação em Ciência da Informação e de Arquivologia da UFF, Ana Célia Rodrigues, acredita que a profissão, apesar de ainda não ser regulamentada, apresentou um crescimento bastante significativo. Ela explica que há 10 anos só havia oito cursos em todo o País e atualmente esse número dobrou.

Ela atribui esse aumento ao programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) e a valorização da profissão no meio empresarial.

A profissão, que está interligada às disciplinas de museologia e biblioteconomia, já passou por algumas mudanças na grade curricular estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Uma delas foi a inclusão das disciplinas voltadas para informática, devido ao aparecimento das novas tecnologias e mídias sociais – que são de grande interesse para os alunos.

“O aprofundamento nas disciplinas de gestão de documentos e gestão de eletrônicos documentais virou exigência das empresas privadas”, destaca Ana Célia.

A estudante do sétimo período de arquivologia da Unirio, Larisse Almeida de Oliveira, de 23 anos, se especializou na área e ressalta que a profissão é gratificante.

“Me sinto realizada. Pretendo seguir na área acadêmica fazendo mestrado para dar aulas de documentações audiovisuais, me aprofundar em idiomas e prestar concursos, já que os salários são promissores”, disse a estudante.

Já a diretora da Escola de Arquivologia da Unirio, Anna Carla Almeida Mariz, especialista em memória social e documental e doutora em Ciência da Informação, destaca  que as disciplinas de conservação e preservação, classificação e avaliação documental são fundamentais no currículo de um bom arquivista.

No entanto, ela esclarece que é o próprio aluno quem irá direcionar as disciplinas de maior importância, de acordo com a área de interesse de trabalho.

“Depois da reforma curricular, o aluno está livre para cursar as disciplinas específicas para as diversas áreas do conhecimento. Toda e qualquer atividade gera documentos e existem cada vez mais papéis, mais acervos e documentos para uma quantidade ainda pequena de profissionais”, enfatiza Anna Carla.

É esse o caso do estudante do quinto período da Unirio, Marcelo Kosawa, de 20. Para ele, a profissão é um complemento para sua graduação em história.

“Adoro história e estou me dando muito bem com as disciplinas de arquivologia. Pretendo trabalhar com arquivos históricos e dar continuidade à vida acadêmica. Acho que as oportunidades estão cada vez maiores para quem tem bons conhecimentos na área em que procura”, afirma.

Formação em gestão de documentos e arquivos

A Unirio, que foi a pioneira em arquivologia, quando o curso ainda era oferecido no Arquivo Nacional, comemorou 100 anos da profissão no dia 9 de dezembro. Uma das conquistas da universidade será a formação de uma escola de mestrado em gestão de documentos e arquivos, a primeira do Brasil.

O projeto está a poucos passos de conseguir total aprovação da Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior (Caps). A Unirio já formou um total de 1.425 alunos.

O estudante do quarto período da Unirio e estagiário da Firjan, Tiago de Araújo Cardoso, de 23 anos já é um dos candidatos ao curso de mestrado.

“Gosto de estudar gestão documental e tenho afinidade com boa parte das disciplinas. Mas independente da especialidade que pretendo seguir, acho que a teoria como um todo tem que estar na ponta da língua de um bom arquivista”, enfatizaTiago.

Apesar se antiga, a profissão ainda não possui um Conselho Profissional. O Sinarquivo, criado há pouco tempo é o órgão que regulamenta as atividades exercidas em concurso, além denunciar possíveis irregularidades nos editais, para cumprir os direitos da categoria.

Fonte:
O FLUMINENSE

Por: Luana Souza 11/12/2011

http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/empregos-e-negocios/cresce-demanda-por-cursos-de-arquivologia

26/10/2011

Profissões pouco populares que ganham espaço nos concursos públicos

A escolha da carreira a seguir normalmente é cercada por indecisão e muita expectativa dos mais próximos. As alternativas clássicas, como medicina e direito, são sempre bem-vindas. Mas o anúncio da escolha de cursos menos populares, como arquivologia e biblioteconomia pode causar estranheza. A pergunta que, provavelmente, surgirá é: há mercado para essas carreiras? Sim, há! Apesar de pouco conhecidas, são opções interessantes aos que buscam uma vaga no mercado público.

Leia mais no GLOBO

18/10/2011

Concurso Professor FURG

A Universidade Federal do Rio Grande (FURG) lançou edital para contratação de professor em regime de dedicação exclusiva, cujo requisito mínimo exigido é a graduação em Arquivologia. Interessados consultem o edital no site www.furg.br.

20/07/2011

Concurso EBC

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) abriu concurso com 537 oportunidades para níveis Médio e Superior. Entre as vagas há duas, mais cadastro de reserva, para Analista de Empresa de Comunicação Pública, cuja formação exigida é nível superior em Arquivologia. A remuneração inicial é de R$ 2.843,00 para 40 horas semanais.

Haverá prova objetiva e discursiva que serão realizadas no dia 25 de setembro de 2011 em Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Manaus (AM) e São Luís (MA). As inscrições podem ser feitas entre 15 de julho e 7 de agosto de 2011 através do site da CESPE.

04/05/2011

Concurso DATAPREV

A DATAPREV, Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social, promoverá concurso público para formação de cadastro de reserva em diversos cargos de nível superior para todas as regiões do País em regime de contratação celetista.

As vagas são para os seguintes perfis: Arquitetura, Auditoria Contábil, Auditoria Operacional, Comunicação, Controladoria, Desenvolvimento Organizacional, Documentação, Engenharia, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Finanças, Jurídico, Pessoas, Processo Administrativo II, Ambiente Produtivo, Análise de Informações, Análise de Negócios, Auditoria de Sistemas, Banco de Dados, Desenvolvimento de Sistemas, Produção, Rede de Telecomunicações, Segurança da Informação, Suporte Tecnológico e Sustentação Tecnológica

Para o arquivistas de plantão o cargo com perfil Documentação exige formação superior em Arquivologia.

As provas objetivas serão compostas por questões de língua portuguesa, língua estrangeira (inglês ou espanhol), informática, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos. Haverá também provas discursivas e avaliação de títulos.

As provas serão aplicadas em 19 de junho e podem ser realizadas em qualquer região do Brasil.

As inscrições podem ser feitas de 03 de maio a 06 de junho através do site do Instituto Quadrix de Tecnologia e Responsabilidade Social. A taxa corresponde a R$ 60,00 para todos os cargos. Confira aqui o edital.

20/03/2011

Seminário de Arquivologia e Biblioteconomia na UNESP

O 2º Seminário de Arquivologia e Biblioteconomia: Usos e usuários da informação acontece na Unesp, no campus Marília de 12 a 14 de abril. O seminário visa proporcionar aos alunos de graduação dos cursos de Arquivologia, de Biblioteconomia e de pós-graduação em Ciência da Informação um espaço de encontro de pesquisadores e profissionais das duas áreas para discutirem questões específicas e, fundamentalmente, promover o debate de interlocução entre elas. A taxa de inscrição varia entre 15,00 e 30,00 reais e pode ser realizada através do site da UNESP.

17/03/2011

Jornada de Memória e Arquivologia do Litoral Paulista

Estão abertas as inscrições para a 4ª Jornada de Memória e Arquivologia do Litoral Paulista, que a Fams (Fundação Arquivo e Memória de Santos) promove em 29 de abril, das 17h às 19h, no campus da UniSantos, na Vila Mathias. Mestre em sociologia pela USP, com doutorado em história geral pela Unesp, Marco Antônio Villa dará a palestra ‘Breve histórico do Estado de São Paulo’.

As inscrições custam R$ 20,00 por pessoa e R$ 10,00 para estudantes e funcionários públicos e devem ser feitas através do site www.fundasantos.org.br. Informações: (11) 3202-1240.

Fonte: http://www.santos.sp.gov.br/nsantos/index.php/noticias/fams-promove-jornada-de-memria-e-arquivologia

17/03/2011

Cursos de Arquivologia no Brasil

O curso de Arquivologia no Brasil está presente em 11 estados brasileiros nas seguintes Universidades:

Universidade Início do curso
Universidade de Brasília – UNB 1991
Universidade Estadual da Paraíba – UEPB 2006
Universidade Estadual de Londrina – UEL 1998
Universidade Estadual Paulista – UNESP/MARÍLIA 2003
Universidade Federal da Bahia – UFBA 1998
Universidade Federal da Paraíba – UFPB 2008
Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG 2008
Universidade Federal de Santa Maria – UFSM 1977
Universidade Federal do Amazonas – UFAM 2008
Universidade Federal do Espírito Santo – UFES 2000
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO 1977*
Universidade Federal do Rio Grande – FURG 2008
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS 2000
Universidade Federal Fluminense – UFF 1978
Universidade Federal Santa Catarina – UFSC 2010

* Em 1977 o Curso Permanente de Arquivos (CPA) que funcionava no Arquivo Nacional desde 1960 e já era reconhecido como curso superior passa, oficialmente, a funcionar nas Escolas Federais Isoladas do Estado do Rio de Janeiro (FEFIERJ), atual UNIRIO.

Infelizmente o curso ainda  é ausente em 15 estados: Acre, Roraima, Rondônia, Amapá, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas e sergipe.

Manteremos esta lista atualizada.

Referência
MARQUES, Angelica Alves da Cunha, RODRIGUES, Georgete Medleg. Os cursos de arquivologia no Brasil: conquista de espaço acadêmico-institucional e delineamento de um campo científico. Disponível em:<http://www.aag.org.br/anaisxvcba/conteudo/resumos/comunicacoes_livres/angelica.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2010.

15/03/2011

Arquivística: Ciclo de palestras

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo realiza de 21 a 25 de março de 2011 o I Ciclo de Palestras sobre Arquivos e Gestão Documental: Aperfeiçoamento e Atualização Profissional que busca promover a capacitação técnica na área arquivística de servidores do Arquivo Público do Estado, bem como do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. O evento tem como objetivo oferecer base teórica e fundamentos legais aos profissionais que desempenham atividades arquivísticas ou atividades relacionadas.

O evento será realizado no Auditório do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo localizado na Av. Ipiranga nº 165 – Centro – Edifício MMDC (antigo Hotel Hilton), Sâo Paulo/SP, das 9 às 12h e das 14 às 17h.
Mais informações no site da FESPSP

18/02/2011

Concurso docente UEPB

A Universidade Estadual da Paraíba iniciou na terça-feira (15) inscrições em concurso para preenchimento de uma vaga para o quadro efetivo de docente do curso de Arquivologia. O concurso selecionará candidatos com graduação em Arquivologia ou mestrado em Ciência da Informação. A remuneração inicial é de R$ 6.023 para dedicação exclusiva.

As inscrições ocorrem exclusivamente através dos Correios, postado até o dia 25 de fevereiro. O sedex deve ser endereçado à Comissão Central do Concurso, na Rua Baraúnas, 351, 3º andar, Bairro Universitário, Campina Grande/PB, CEP: 58.429-500.

O valor da inscrição é de R$ 150. O boleto deve ser impresso no site GRUEPB. O concurso será realizado em três etapas, que serão: Prova escrita, Prova didática e Exame de Títulos. Todo o processo seletivo ocorrerá na cidade de João Pessoa no período de 15 a 19 de março. A expectativa é o que o resultado final seja divulgado no dia 20 do mesmo mês.

Formulários disponíveis no site da UEPB.